segunda-feira, 30 de julho de 2007

"Pré Conceitos"


Como deve começar este blog....vou falar sobre algo que me aconteceu ontem. Os seres humanos são algo realmente bizarro...e esta beleza, sim , beleza de ser bizarro....irônico não...bom esta beleza de sermos bizarro é mesmo extraordinária...ocorre que ontem conversando com um grande amigo meu, e tentando solucionar um problema que ele esta enfrentando, compreendi muito mais das minhas dificuldades, do que as deles....Não tenho como descrever o que senti...pois nosso tema ontem era sobre o PRECONCEITO.

Oras não venham me dizer que também vocês não sentem isto...claro..o mundo hoje é tão moderno..isto não deveria ocorrer...é lamentável..ou simplesmente sem cabimento....

Ai esta um grande problema...Hipocrisia...sim...nós evoluímos muito neste conceito...mais existem tantas formas de preconceito...de todos os tipos..não só racial, não só de classes, não só de regionalidade....muitos..incontáveis. Podemos achar que estamos imunes à este sentimento...mas a verdade, é que as vezes você, eu ...e este meu amigo nos pegamos com algum pensamento indevido...aquele que nos mesmo não podemos compreender, e que , é difícil superar. A grandeza de se saber que existe este preconceito dentro de você é justamente, lutar contra isto. Não minta para você, isso é impossível, lute....lute com todas as forças, olhe todos os ângulos, ponha-se no lugar do outro.

Fingir que não é com você, ou que não existe preconceito dentro de você, é fugir de uma imensa responsabilidade... Não é responsabilidade de você com a sociedade, mas sim de você com você mesmo.

Se permita mudar, se permita falar com alguém sobre isso para abrir seus horizontes.... O que houve ontem foi muito bom. Este meu grande amigo esta na seguinte situação - Esta com uma mulher que é solteira e tem filho. Oras...quantos homens não tem medo desta mesma situação? Eu...Fernanda...mãe solteira..pude ver nas palavras deste meu amigo..um medo...não só dele...um medo meu.

Não julguei se é certo ou errado, pois medo é uma sensação...e ela não pode ser explicada...disse o que tinha de dizer. Nós mulheres solteiras , com filhos, somos muitas por ai, também temos medo e foi só a partir desta conversa que eu percebi o quanto! Eu estou falando por mim heim! Eu não quero um pai para o meu filho...pois isto ele já tem. Quero o que toda garota ou mulher quer...um companheiro. A responsabilidade do meu filho..é minha...e eu carrego sozinha se for preciso. Há mais força em mim, há mais integridade , e esperança, do que em muitas outras mulheres solteiras e sem filhos.

Não gosto de ser rotulada mas muitas vezes acontece, e eu não posso sair batendo a cabeça por ai...a minha atitude é mostrar quem eu sou, e aceitar que muitas vezes isso pode dar certo, e outras tantas não. Quem se arrisca a ser diferente, quem se arrisca a enfrentar as adversidades, é muito mais feliz consigo mesmo.

Fiquei contente por meu amigo me escolher para se abrir, contente pois sei que fez justamente, pra saber o que pensava, uma mãe solteira, e se sentiu livre para dizer o que se passava em sua cabeça, e as suas dores. Isso mostra que ele tem conciência de que precisa mudar...memso que neste momento ele estja perdido...eu sei...ele vai encontrar o melhor caminho!

3 comentários:

  1. oi Fê!
    mania besta de ficar tirando conclusões de tudo, né? A gente acaba ccom um monte de preconceitos bobos, por causa dos pré-conceitos que a gente tem, e q os outros tem da gente também, né?
    nessas horas fica difícil usar o livre arbítrio!

    mas eu concordo com o Nelson Rodrigues, "toda unanimidade é burra" e eu curto ir sempre contra a corrente!
    bem vinda ao mundo dos bloggeiros!
    beijo grande

    ResponderExcluir
  2. É besta mesmo neh Ka....mas a gente segue o rumo de uma sociedade, e quando a gente se rebela...começa entender quem nós somos...afinal...a gente não é gado neh?!

    ResponderExcluir
  3. Oi Fer!!!!naum sei se cliquei certo mai to aki! adorei o frog frog!!!bju

    ResponderExcluir